quarta-feira, 6 de maio de 2020

vou com o vento



vou com o vento.


sobrevoo as águas 
lamacentas
e os sonhos,


destapando as asas
com que me escondo 
das aves


e resgato a noite
oculta nos olhos


vou contigo, 
deixando para trás as fontes
frescas onde as asas

amainaram o voo.


vou com o vento-
a água desfaz as névoas
e as asas são algaço


sobre os ombros
onde surge a aurora


Susana Duarte

Sem comentários:

Publicar um comentário