domingo, 24 de abril de 2011

NOME

...
É na noite que se escreve o Poema que tem o teu nome e a tua voz.
É no Silêncio que se inscreve a forma que nos transformou em Nós.
Na hora marcada pela Quimera e a Ilusão, deixei a palavra voar
e seguir-te os olhos, até onde reside o Idílio da nossa Paixão.
Poemeto que trago nos dedos... e nos dedos trago a Mão
que anuncia a carícia e a Rapsódia da devoção
ao olhar que tornei meu. Cantata.Poema
de Amor. Canção à noite escrita,
fragor. Eterna Aurora.
Mão em mim.
Mão em ti.
Nós.

Poema e foto Susana Duarte

2 comentários:

  1. Uma Pàscoa Feliz com muitos ovos de chocolate, amêndoas docinhas e coelhinhos fofos :)

    ResponderEliminar