segunda-feira, 31 de março de 2014

"Blue girls sing alone"


"Blue girls sing alone"

pois as raparigas azuis são seres cálidos, 


outrora abraçadas por Neptuno. são azuis 


e etéreas como a massa dos sonhos. cantam 


sós, as raparigas azuis, volteando palavras 


onde os sonhos não morrem. são assim: 


maravilhosas e estranhas mulheres, confim 


de si próprias, gravíticas-iluminadas onde 


o céu termina e o sol é uma voz distante 


no calor que imaginaram. sonham, apenas. 




por isso cantam sós: a matéria dos sonhos 


é falha de contingência, e de pele. é uma voz 


sem eco. uma falhas no movimento perpétuo. 


a irrazoabilidade das estrelas, que brilham 


mais quando empurram a massa para fora. 





para viver, é preciso expulsar o sonho azul 


da rapariga que, todavia, canta só. a rapariga azul.





Susana Duarte


Imagem: pintura de Saatchi

2 comentários:

  1. merguho no teu poema às 4h 33’ 4” da tarde de 2.4.2014 e de supetão sai:

    Vou cantar as belas mulheres azuis
    As que dizem ser cálidas,
    Que foram, há muito tempo, abraçadas por Neptuno.
    Em tons azuis, é claro!
    E ao que dizem
    Eram etéreas como a massa dura e belíssima dos sonhos.
    Pelo que contam
    Cantam maravilhosamente
    Algumas, pelo que asseguram, estão sós
    E essas mulheres azuis,
    Gostam de enfeitar o palavrar
    Concretizar e realizar os sonhos
    Naturalmente muito bem escolhidos
    São, com certeza, mulheres raras
    especiais
    De espantosa beleza azul
    Fosforescem e encantam
    Azulam ainda mais o céu
    Acalentam com a sol e a chuva
    Azulam o dia cinzento
    Atrevem-se, vejam bem,
    Por vezes em ternuras intensas
    Físicas
    De pele contra pele
    Em bailado
    Em volúpia acompanhada de muitos delíquios
    Azulados, tinha que ser
    e no sentir
    Felizes
    Muito sonhadas
    consigo próprias
    Mulheres desejosas de realizar
    De apalpar os sonhos
    bem acordadas
    Sonhos de azuis deliciosos
    Sussurram belas notas azuis
    Vivem intensamente
    Estas mulheres que fizeram a escolha do azul
    Movimentam-se harmoniosamente
    Nestes dias azuis
    dizem, que até dão estalos poético-musicais
    Que belas são
    Estas mulheres azuis!!!
    4.44’.44”

    ResponderEliminar